Coisas que ninguém te conta sobre morar sozinho

No artigo de hoje você vai ler 12 coisas sobre morar sozinho que ninguém te conta! Prepare-se para encarar essa nova fase! 

Morar sozinho pode ser um tanto agradável, mas não saber como lidar com as atividades simples e básicas, por exemplo, pode tornar a experiência um tanto desagradável. 

Fato é que esse momento chega para todos e estar preparado não é um estado de espírito. Isso porque ninguém está 100% preparado para morar sozinho e tudo bem, pois não existe uma fórmula eficaz que te fará pronto para isso.

Certamente muitas circunstâncias farão você agir como nunca pensou que fosse, outras você terá que ceder da maneira como aprendeu e seguir fazendo de outra forma…

São várias as circunstâncias que te faz querer ou fizeram ir morar sozinho. Seja ela para gerar independência, uma briga familiar, a perda dos pais, a faculdade que tanto deseja que está em outro estado e por aí vai.

Portanto, ao se ver sem os cuidados que até então possuía, a pergunta instantânea é: e agora?

A ficha  de muitos só caem quando percebem que precisam decidir coisas importantes como estabelecer dia (ou dias) para limpar a casa, quando lavar a roupa e o quanto gastar com a comida do mês. 

Essas são coisas simples que surgem sem ser esperadas ou pedidas para vir. Apesar de tudo isso, a pergunta principal ainda é: como posso me organizar com minhas responsabilidades? 

Bem, existem algumas regras que são básicas para quem está morando sozinho. Algumas são mais comuns como trocar a sacola do lixo, lavar a louça da pia, organizar a casa. 

Em contrapartida, outras regras podem não ser tão comuns, mas são essenciais para que morar sozinho seja uma experiência agradável. 

Confira abaixo 12 dicas para morar sozinho sem passar por perrengues que, provavelmente, te fariam voltar para a casa dos pais. 

Coisas que ninguém te conta sobre morar sozinho

1. Crie princípios

Você acabou de sair de uma casa que durante anos criaram seus princípios e que até então você deveria obedecê-los. Você deve estar pensando: “ihul, agora é minha vez de viver sem regras”. Bom, eu conto ou deixo você aprender com a vida? Vou contar: 

Parece bobeira ter princípios, mas serão eles que livrarão de coisas indesejadas.

Eu aposto que você não quer receber uma visita (que seja a mina que você está pegando) com a casa revirada: louça fazendo pirâmide na pia, roupas espalhadas pela casa, cesto de lixo transbordando…

Para que isso não aconteça, o ideal seria montar uma estratégia de organização/limpeza. Acredite, sua mão não vai cair! 

A limpeza foi só um exemplo, mas você pode gerar diversos princípios como por exemplo, não levar um monte de gente pra casa e se levar, ficar até certo horário.

2. Saiba o que falta 

Você deve estar achando isso um pouco idiota, pois ao olhar para a o quarto, por exemplo, é ver que está faltando sua cama, é o pontapé para comprá-la ou trazê-la para o quarto. 

Porém, muitas coisas você só percebe que precisa quando a necessidade vem. Às vezes, você até percebe que existe necessidade por algo e não sabe dizer o que é. 

É muito comum que homem não se atente a utensílios de cozinha, por exemplo. Pois bem, faça uma lista e passe no supermercado para incrementar a cozinha.

3. Tenha um plano 

Nossa necessidade por conforto aumenta naturalmente. A maioria das vezes não estamos satisfeitos com o que temos e para manter nossos gostos, muitas vezes precisamos criar planos e estratégias para alcançá-los.

Adeques sua condição para o atual momento e economize para chegar onde deseja. Se por acaso isso envolve cortar gastos com festas, a hora difícil chegou. Está na hora de pesar na balança o que realmente importa!

4. Sua casa é sagrada 

Nada de liberdade exagerada ou coisa do tipo, isso pode acabar manchando sua imagem na vizinhança e quando mais precisar, sua ajuda estará comprometida. 

Não precisa ser ou se tornar alguém que não é só para conquistar amizade e confiança da vizinhança. Mas tudo que for fazer e que possa envolver o conforto dos mesmos, tenha equilíbrio e pense duas vezes. Um exemplo para isso seria som alto.

5. Não leve todo mundo para casa 

“Bordel, casa cheia de gente estranha, gente pra lá e pra cá o dia todo”, esses são os comentários que rolam pela vizinhança. É aí o coração da fofoca. Evite e não terá problemas! 

6. Não beba todos os dias 

Seja para ficar alegre, esquecer dos problemas, rebeldia, depressão e entre outras coisas, beber com frequência fará a dependência. Nessa etapa de descoberta da vida a só, pode acontecer de intensificar a má experiência por conta de drogas como essa.

7. Cuide da limpeza

É difícil limpar coisas quando se é homem, principalmente porque antes você tinha alguém que fazia por você.

Agora é o momento de desenvolver a consciência da limpeza, prevenido-a ou mais tarde, você vai acabar limpando quilômetros de bagunça, pois não estava a fim de arrumar naquele momento. 

Se cada dia arrumar um pouco, todo dia vai estar fácil. Desta maneira, só será preciso manter a limpeza e organização em dia.

8. Seja profissional e tenha bons amigos

Morar sozinho pode parecer sinônimo de liberdade e talvez seja. Por isso, é importante que você mantenha seu profissionalismo em dia. Despertadores são bem vindos e responsabilidades também.

Para te ajudar a manter o profissionalismo, tenha bons amigos que te apoiem e que te levem para cima. Amigos que te fazem perder o emprego por te levar para a noitada na noite anterior, nem sempre são seus amigos.

Na maioria das vezes só querem se aproveitar ou tomar posse de algo que lhe agrada. 

9. Gaste dinheiro para economizar dinheiro

Pode parecer que isso não faz sentido, mas se você olhar para a frase de cima e pensar em investimento, você certamente entenderá.

O que quero dizer com isso é que, se você investir em coisas que você gosta de passar tempo, você irá evitar de sair de casa para festas e baladas, e gastar o dobro. 

Gosta de um PS4? Compre. Além de tê-lo para jogar em horas vagas, estará comprometido em pagá-lo, logo, preferirá ficar em casa. O PS4 foi só um exemplo, mas pode ser  uma infinidade de coisas (não compre todas de uma vez, claro). 

10. Cultive uma boa relação com a solidão 

Como você percebeu, morar sozinho não é só mil maravilhas e cultivar uma relação consigo mesmo é essencial. “Como faço isso?”

Bem, pode parecer simples sermos amigos de nós mesmos, mas só descobrimos o quanto somos, quando temos oportunidade de passar dias consecutivos sozinhos, que morar sozinho, por exemplo, nos traz. 

Cultivar uma boa relação com a solidão é não ficar triste por estar só. Tenha coisas para fazer, coisas que você goste. Faça coisas que você só pode quando está sozinho, desta forma, você acabará desenvolvendo o hábito de ter uma boa relação consigo.

Chegar em casa depois de um dia cansativo de trabalho, será sem sombra de dúvidas a melhor coisa que poderá fazer no fim da tarde. 

11. Viva (e viva com vontade)

Nem tudo sempre precisa ser solidão. Sair de vez em quando, isso quando estiver com vontade, pode lhe fazer bem. Se não estiver com vontade, também se dê ao luxo de dizer não. 

12 coisas sobre morar sozinho que ninguém te conta!

12. Dica principal: não se esqueça do banheiro

Qualquer visita que vá a sua casa talvez não se importe tanto de entrar no seu quarto ou na dispensa, mas é certeza que ela irá pedir onde fica o banheiro.

E como está seu banheiro? Você sentirá orgulho de dizer que está bem ali, irá sair correndo pra arrumar ou irá dizer para não reparar a bagunça?

Por via de dúvidas, estar arrumado sempre será a primeira solução. Aquele negócio que sua mãe dizia de “vai que alguém chega em casa”, quer dizer que alguém pode chegar de supetão e sua casa vai estar como? Essa será a impressão que passará para a pessoa.

Agora você já sabe os mandamentos para levar uma vida boa morando sozinho! Sua experiência pode ser bem agradável, isso só depende de você.

Deixe seu comentário