Como combater a falta de sexo?

Se você vive correndo e não tem um momento de folga no seu dia-a-dia, provavelmente já parou para pensar o que isso poderia estar causando na sua vida sexual. 

Com todo o estresse a que somos expostos, seja devido a uma rotina apertada ou a problemas dos mais diversos tipos, o sexo, às vezes, acaba ficando de lado.

No entanto, quando essa falta é notada, independente se for por nós mesmos ou pelo nosso corpo que mostra algumas reações, nos questionamos: como lidar com a falta de sexo

Bom, podem existir mil motivos para que a prática sexual seja algo que esteja longe da sua realidade, mas é necessário ficar atento e ver se o motivo da falta de sexo não é algo físico ou psicológico que anda te afetando. 

Homens, geralmente, são os que mais sofrem com a falta de sexo. Isso porque são  estimulados com frequência diariamente, seja com posters de mulheres seminuas em propagandas de cerveja ou com comerciais que chamem a atenção do público masculino forçando uma imagem extremamente sexualizada da mulher. 

A questão é: os homens, por serem expostos a este tipo de conteúdo constantemente, acabam sentindo uma necessidade maior de transar do que as mulheres. 

Com tudo isso, o verdadeiro ponto é que ter relações sexuais  é bom para qualquer um.

Afinal de contas, o corpo libera endorfina, aumenta sua autoestima e é uma maneira de fugir da correria do dia-a-dia e esquecer os problemas, em um momento íntimo com uma pessoa que você gosta. 

Mas, quando tudo isso é algo que passa bem longe da sua realidade, talvez seja a hora de tentar mudar. 

Pensando nisso, como combater a falta de sexo? Ficou curioso e quer saber algumas dicas para sair dessa situação? Continue lendo este artigo onde eu conto tudo para você!

Como combater a falta de sexo?

Quanto tempo um homem aguenta ficar sem sexo?

Para começarmos, é necessário ressaltar que não existem pesquisas ou dados científicos que comprovem que o homem aguenta ficar sem sexo por um determinado tempo. Na verdade, o homem consegue sim viver sem sexo. 

O problema está, além da pressão da sociedade em cima da classe masculina para sempre “comparecer”, nos pontos que isso acarreta na vida do homem.

O corpo masculino, por exemplo, ao ficar muito tempo sem ejacular pode reagir. 

Para se ter uma ideia, é recomendado, para a saúde do homem, que ele ejacule pelo menos uma vez na semana, pois o acúmulo de sêmen na bolsa escrotal pode acarretar dores e pequenos desconfortos. Entretanto, esse “efeito colateral” –– que é o único –– não diz respeito ao sexo em si, mas sim à necessidade de ejaculação do homem. 

Portanto, a falta de sexo não mata, literalmente, o homem. No entanto, é algo que faz sim a diferença em sua vida. 

Por ser um momento de intimidade, descontração e alívio de estresse, o sexo é uma parte de extrema importância para alguns, por isso é necessário observar e entender o que está causando a falta dele. 

Às vezes a falta de vontade de transar pode estar enraizada em um problema maior, como depressão ou, até mesmo, impotência sexual. 

Então, com todos estes detalhes em vista, se você estiver passando propor problemas como a falta de sexo, analise os fatores internos e externos que te rodeiam e busque descobrir a causa. 

O corpo masculino aguenta ficar sem sexo sim, mas o homem não. Portanto, veja suas necessidades e busque combater a falta de sexo no momento em que se sentir confortável e confiante para isso.

Tenha sempre em mente que, independente do seu problema, existe sim uma solução.

Tribulus Power 3.0

Motivos para falta de sexo no casamento

Muitos fatores podem causar a queda da atividade sexual dentro de um casamento, seja a falta de tempo juntos, os filhos ou o estresse do trabalho.

A questão é que isso não significa que o amor acabou ou que um não se sente mais atraído pelo outro. Pelo contrário, todos esses sentimentos podem estar acumulados e algum problema, físico ou psicológico, pode estar impedindo que você os libere. 

Portanto, veja o que pode estar causando a falta de sexo no seu casamento:

1. Queda de testosterona

Com a idade, os níveis de testosterona acabam caindo cerca de 1% ao ano – e isso pode acabar afetando a performance sexual do homem. 

A diminuição desse hormônio pode causar irritabilidade, indisposição, perda de massa muscular e, por fim, a queda de libido. 

A solução para este problema existe e vem em comprimidos. Para aumentar a vontade sexual existem vários estimulantes, naturais e controlados, que podem ajudar a superar este problema. 

2. Depressão

A depressão é um problema psicológico que afeta grande parte da população e foi comprovado que um dos seus sintomas pode ser a impotência. Além do distúrbio afetar a vontade sexual, os remédios usados para o tratamento também reduzem a libido. 

3. Álcool e tabagismo

O consumo de bebidas alcoólicas e cigarros é algo comum no dia-a-dia de muitos homens, mas o que alguns não sabem é que as substâncias que compõem ambos são capazes de prejudicar a performance sexual do usuário.

O álcool, por mais que seja um desinibidor, pode alterar o fluxo sanguíneo, causar disfunções eréteis e, até mesmo, prejudicar as ejaculações do homem.

Os cigarros, por sua vez, não surpreendem ao aparecer na lista de coisas que causam a falta de sexo, pois o seu uso pode acarretar em doenças como disfunção erétil aguda e crônica, e impotência. 

Faz tempo que nao transo: E agora?

Não se desespere, como já contamos para você, a falta de sexo não causa grandes danos à saúde e pode ser tratada com facilidade. 

No mercado farmacêutico e natural, existem diversas soluções para ajudar quem sofre com a falta de sexo devido à impotência sexual ou à disfunção erétil. 

A causa desses problemas podem ser psicológicas ou físicas, mas independente do motivo, viagras podem contribuir para a correção dessas questões. 

Entretanto, medicamentos controlados podem causar efeitos colaterais, então antes de tomar a decisão de qual a melhor opção para você combater a falta de sexo, busque por remédios que façam menos mal à saúde e que não irão afetar outros aspectos da sua vida.

Tribulus Power 3.0

Deixe seu comentário