Crise de ansiedade: Como lidar com elas?

Atualmente, temos uma sociedade que tem a rotina e a vida em geral ligada nos 220V. Isso faz com que tudo aconteça de forma muito rápida e as pessoas sempre querem passar os acontecimentos na frente do tempo.

Os psicólogos e psiquiatras retratam que cada vez mais têm ganhado pacientes com o transtorno da ansiedade, que ficam aflitos ao extremo – e isso inclui diversos sintomas – quando o assunto se trata de planejamentos futuros.

A crise de ansiedade é um dos maiores problemas da atualidade e atinge todos os públicos. Portanto, é um assunto que precisa ser abordado com frequência, para que as pessoas saibam se manter controladas e poupar a saúde mental e física.

Quer saber mais sobre o assunto? Continue lendo o artigo até o final!

O que é transtorno de ansiedade?

Ouvimos diariamente as pessoas ao nosso redor dizerem que são ansiosas, simplesmente por realizarem a mesma tarefa diversas vezes, repetidamente, ou por ficarem aflitas para a data de algum compromisso. 

No entanto, muitas delas não sabem o que é realmente se sentir ansioso, a ponto de se angustiar por um motivo não muito aparente e a ansiedade fazer até as suas tarefas ficarem “sem rumo”.

A crise de ansiedade é definida como um transtorno causado nas pessoas, o qual é gerado a partir de expectativas e preocupações precoces.

Para se ter uma ideia, segundo estudos, essa crise está diretamente ligada aos neurotransmissores que causam ao nosso cérebro boas sensações, como de felicidade e prazer. 

Porém, muitos outros aspectos, como fatores genéticos, estilo de vida e nível de estresse também são levados em consideração e estão relacionados ao aparecimento da crise de ansiedade.

Sintomas de ansiedade

Como dito anteriormente, a ansiedade é um transtorno causado por apreensão, angústia e medo – todos os aspectos relacionados ao futuro, ou seja, à dúvida constante de saber se algo dará certo ou não.

A ansiedade acontece diariamente com as pessoas, devido ao choque de algo novo, por exemplo, pelo fato de saber que precisará falar em público ou chegar sozinho em algum local desconhecido.

Mas, há uma linha tênue entre ter ansiedade e sofrer com o transtorno dela. Afinal de contas, uma crise de ansiedade apenas acontece quando o problema é frequente. 

Para essa diferenciação, separei para você alguns sintomas certeiros da crise de ansiedade. Saiba como diagnosticá-la previamente através desses sintomas:

  • Achar que está correndo perigo a todo momento: é simplesmente o ato da pessoa ter medo prévio, pensando o risco que pode correr. Um exemplo comum é não viajar de transporte aéreo com medo dele cair;
  • Compulsão alimentar: durante a crise, a pessoa ingere doces e/ou outros alimentos compulsivamente e depois coloca sempre a culpa neles e não em si;
  • Mudança no comportamento do sono: pessoas com crise de ansiedade possuem dificuldades para dormir e descansar, além do mais, quando dormem, sonham com os planejamentos que estão lhe atormentando;
  • Músculos tensos: com toda a preocupação, há o descontrole na respiração e, consequentemente, toda a tensão é direcionada para a região muscular;
  • Preocupação excessiva: o acúmulo de notícias no cérebro causa uma preocupação fora do normal e isso, além de gerar a crise de ansiedade, também afeta outras regiões do corpo como, por exemplo, o estômago;
  • Estar estressado a todo tempo: a bipolaridade e o estresse excessivo são outros sintomas do transtorno de ansiedade, é como se a todo tempo a pessoa estivesse a beira de um colapso nervoso;
  • Medos irracionais: consiste em quem está com medo, mas muitas vezes não sabe nem o motivo e muito menos como controlar;
  • Inquietude: estar a todo tempo fazendo algo ou com o pensamento superlotado;
  • Sintomas físicos: além das crises de ansiedade gerarem esses diversos sintomas internos, também há sintomas físicos, como suor, tremedeira e taquicardia.

Vale ressaltar que esses são apenas alguns sintomas. Portanto, fique sempre alerta!

Dicas para controlar a ansiedade

Preparei algumas boas dicas para que você possa seguir e controlar os sintomas descritos acima. Veja quais são elas: 

  • Prática de exercícios físicos;
  • Meditação;
  • Controle da respiração;
  • Ingestão de alimentos que incentivam a produção de serotonina, como chocolate;
  • Chás (servem como calmantes naturais);
  • Organização da rotina.

Ao fazer tudo isso, o seu corpo pode reagir melhor ao dia a dia e, assim, as crises serão cada vez menos frequentes.

Remédios para ansiedade: Eles fazem mal?

Para que os remédios para a ansiedade não façam mal à vítima, é necessário que sejam prescritos por um profissional da área, que esteja acompanhando a situação do paciente e saiba se o melhor é fazer o tratamento a longo prazo ou prescrever medicamentos.

Portanto, em casos de crises de ansiedade, procure um psicólogo ou psiquiatra a fim de obter uma ajuda de quem realmente entende do assunto.

O que é transtorno de ansiedade generalizada?

O TAG, como é mais conhecido, consiste nas crises com muita frequência e longas – com duração de seis meses ou mais. Além disso, causa sintomas diversos e incontroláveis, fazendo com que a vida emocional do paciente mude drasticamente para pior.

transtorno de ansiedade generalizada

Como tratar crises de ansiedade

As melhores formas de tratar a crise de ansiedade é seguindo as dicas que foram dadas no decorrer do artigo e, caso ache necessário, fazer tratamento com psicólogo é uma ótima alternativa.

Sendo assim, procure sempre estar em dia com a sua saúde mental e física. Afinal de contas, não podemos adiantar o tempo. Todas as coisas acontecem no momento que devem acontecer. Não se sabote mentalmente e evite ter uma crise de ansiedade.

Deixe seu comentário